Urucum e suas aplicações

Você sabia que historicamente o urucum foi usado como pintura corporal, protetor solar e ainda como repelente de insetos?

O urucum é conhecido com muitos nomes: urucum, achiote, onoto, atsuete ou urucum, dependendo da região. As sementes do urucum são processadas para obter pigmentos que oferecem tons que vão desde o amarelo pálido até o vermelho – alaranjado do pêssego, dependendo da concentração utilizada. São os carotenoides conhecidos como bixina e norbixina, comumente utilizados para melhorar a cor e aparência dos produtos.

O urucum e seus extratos são agora amplamente utilizados a escala artesanal ou industrial como agente corante em muitos produtos alimentícios processados. Seus derivados incluem apresentações em pó, líquido e suspensões de óleo.

A preferência atual pelos corantes naturais tem aumentado consideravelmente sua demanda durante os últimos anos, em especial, a dos produtos tão versáteis como o urucum.

Além disso, este corante natural pode proporcionar benefícios à saúde: Ajuda a combater as baterias, contem antioxidantes, prevê a doença óssea, mantem o coração saudável, ajuda a curar feridas, promove a saúde ocular e protege o fígado.

É um dos corantes naturais mais importantes, que pode ser aplicado em:

 

  •       Queijos processados, queijo creme e queijo em molho. Os corantes de Urucum produzem gamas de cor amarelo – alaranjado em queijos processados, que pode ser ajustados a estes matizes por combinação com outros pigmentos.
  •        Empanados para carnes, frango, peixe e produtos como os anéis de cebola para realçar sua aparência.
  •        Margarina, Óleos e Manteiga Vegetal. Brilhantes e frescos tons podem ser obtidos com o uso da bixina extraída do achiote. Diferentes matizes podem ser obtidos por combinação com outros pigmentos.
  •        Produtos lácteos e embutidos cárneos. Se procurar um produto final entre amarelo ou alaranjado, o iogurte e outras bebidas lácteas podem ter cor com o urucum. Igualmente, os embutidos podem ter uma cor como de tempero, ou a cor da carne natural pode ser magnificada.
  •        Produtos de panificação, pastas, cereais processados, snacks. Dependendo dos métodos de processamento, o corante natural urucum ressalta a cor de estes produtos. Os snacks podem ser coloridos com bixina em óleo, tons amarelos até alaranjado – vermelho, ideais para produtos com sabor a queijo.
  •        Sorvetes, sucos de frutas, molhos, temperos. Estes alimentos podem ser coloridos com urucum solúvel em água, o que proporciona uma cor amarela até alaranjada, conservando o brilho e transparência dependendo do produto e ressaltando a frescura.

Cargando imágenes...